É mais rápido financiar direto com a CEF?

Estou comparando o tempo de processamento do financiamento entre diferentes bancos. Será que financiar diretamente com a Caixa Econômica Federal é mais rápido?

11 curtidas

Eu andei vendo que o pessoal tem feito muita comparação dos bancos aqui no fórum viu @PedroAndrade !

Acho uma boa você dar uma olhada nesse tópico que vou te mandar.

10 curtidas

Não sei se com a Caixa é mais rápido mas sei que o melhor que você pode fazer é pesquisar e comparar o tempo médio de processamento de Financiamento imobiliário nas instituições financeiras.

E não só o tempo mas também, as taxas de juros, as condições e vantagens que cada banco pode te oferecer.

Um conselho que te dou é usar os simuladores online disponíveis nos sites das instituições para ter uma estimativa de como pode ficar no seu caso.

10 curtidas

Eu sei que em geral esse processo pode ser demorado por causa do aumento na demanda por crédito, pela instabilidade econômica ou pelas mudanças nos processos internos do banco.

E um detalhe que pode afetar mas que já não depende tanto do banco é a questão da papelada, já que os documentos precisam estar válidos e todos jeito só para agilizar logo esse processo.

Então se a gente levar em consideração que a documentação já ta ok e o banco ta dentro do padrão, o tempo médio da liberação do financiamento pela Caixa Econômica Federal é de 40 dias , mas pode variar entre 10 e 90 dias .

10 curtidas

Você tem razão @MatildeMarinho , funciona desse jeitinho mesmo!

Como eu já trabalhei em uma agência do Banco do Brasil, posso dizer para vocês que lá o prazo fica em torno de 30 dias quando se trata de crédito imobiliário .

E eu me lembro que em casos de financiamentos com valores mais altos, prazos mais longos ou que envolvam imóveis com problemas podem ter um tempo de análise mais prolongado já que exige um cuidado e atenção maior.

10 curtidas

Se você vai comprar um imóvel novo ou usado, a CAIXA tem a linha de crédito habitacional ideal para você com até 35 anos para pagar!

Ela avalia o imóvel e as condições de pagamento, e dependendo da modalidade do seu financiamento você pode optar pela carência para começar a amortizar o seu Saldo Devedor.

Durante esse período você pagará somente os prêmios de seguro MIP e DFI, além da tarifa de administração do contrato mensal se a contratação ocorrer no SFH (Sistema Financeiro da Habitação).

A atualização monetária, os juros e a amortização, suspensas durante a fase de carência, serão incorporadas ao saldo devedor do contrato.

A parcela do financiamento pode ser de até 30% da sua renda familiar bruta e é possível utilizar o seu FGTS como parte do pagamento!

10 curtidas